Fala do Jornalista Raimundo Marinho


Fala do Jornalista Raimundo Marinho

Por: Redação do Jornal da 88

Jornalista RAIMUNDO MARINHO
Adaptação da fala na Rádio 88 FM, dia 10.11.2023

Gambiarra e orçamento Gambiarra é um improviso visto em iluminação elétrica! É irmã gêmea do armengue.  É aquilo feito da forma incorreta! Mas vou me referir ao um PL (Projeto de Lei) do prefeito de Livramento, Ricardo Ribeiro, enviado à Câmara Municipal, para incluir R$239.467,77, fora de tempo, no orçamento, oriundos da Lei Complementar nº 195/2022 (Lei Paulo Gustavo), sancionada pelo então presidente Jair Bolsonaro, para socorrer quem atua na área cultural e sofre os efeitos socioeconômicos da pandemia. O PL parece gambiarra porque nem mostra as ações emergenciais e os beneficiários, como a lei exige. Nas justificativas, constam R$239.467,77 e no texto do projeto tem R$431.682,39. O prefeito tinha seis meses para incluir no orçamento, e não ter que devolver. Não fez, e agora corre para não perder. Tem de constar no orçamento, para garantir o cumprimento da finalidade. Os recursos são tratados pelo prefeito como crédito suplementar, mas não se enquadram em nenhuma das hipóteses do art. 43 da Lei- 4.320/1964, que regula o assunto. PL estranho, pois a LOA (Lei Orçamentária Anual) já permite, em nível absurdo, até 80% de mudança no orçamento.

Audiência Pública hoje A Câmara de Livramento anunciou para hoje, 14h, em sua sede, a audiência pública sobre a LOA-2024. Todo cidadão pode participar, fazer sugestões e reivindicações. Se você não conhece o projeto, chegue mais cedo e peça uma cópia para ler. Ou peça para ser lido na audiência, é direito do cidadão! A hora de participar é agora, ou tudo ficará do jeito que prefeito e vereadores querem. E você não poderá reclamar depois. Dinheiro para o básico tem. Só depende do gestor! 

TCE investiga convênios Matéria do jornal Correio (8/11), de Salvador, assinado por Jairo Costa Júnior, diz que o TCE (Tribunal de Contas do Estado) investiga convênios da Conder com vários municípios, no ano eleitoral (2022). Aponta descuido nos gastos, e suspeita de troca de apoio de prefeitos ao candidato, Jerônimo Rodrigues. Viu ainda falta de prioridade de muitas obras! E vemos isso na Lagoa da Estocada, e obras de pavimentação inacabadas ou nem iniciadas, em Livramento!

O controle da glicemia Dia 14/11 é Dia do Diabetes, em que se que alerta sobre a doença! A data é aniversário do médico canadense Frederick Banting. Ele e o assistente Charles Best descobriram a insulina (1921), que controla o diabetes. Em Livramento, a data terá evento na Paroquial (7h), feito pela endocrinologista Irene Teixeira (AME), com palestras dela, de Carla Fabrícia (nutricionista), Mariana Meira (bioquímica), Aruze Tanajura (endocrinopediatra) e Andressa Bergami (psiquiatra). É gratuito e terá aferição da glicemia, da pressão arterial, e sorteio de brindes!

Para refletir Vida após o parto! É o título da mensagem que repetimos na reflexão de hoje. O texto luminoso, atribuído ao escritor húngaro Útmutató a Léleknek, refere-se à existência de Deus e nossa vida futura! Ouçam: 

No ventre da mãe havia dois bebês. Um pergunta ao outro: “Você acredita em vida após o parto?”. O outro responde: “É claro. Tem que haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que virá mais tarde.” “Bobagem”, disse o 1º. “Não há vida após o parto. Que tipo de vida seria essa?” O 2º disse, “Não sei, mas haverá mais luz do que aqui. Talvez vamos poder andar com nossas pernas e comer com nossas bocas. Talvez tenhamos outros sentidos que não podemos entender agora.” O 1º respondeu: “Isso é um absurdo. Andar é impossível. Comer com a boca? Ridículo! O cordão umbilical nos fornece tudo de que precisamos. Mas é muito curto. A vida após o parto logicamente está fora de questão”. O 2º bebê insistiu, “Bem, acho que há alguma coisa, e talvez seja diferente daqui. Talvez a gente não vá precisar mais deste tubo físico.” 

O 1ºresponde: “Bobagem. Além disso, se há mesmo vida após o parto, por que ninguém jamais voltou de lá? O parto é o fim da vida! No pós-parto, não há nada além de escuridão, silêncio e esquecimento. Não nos leva a lugar nenhum.” “Bem, eu não sei”, disse o 2º bebê, “mas certamente vamos encontrar a Mãe e ela cuidará de nós.” O outro respondeu: “Mãe? Você realmente acredita em Mãe? Isso é ridículo. Se a Mãe existe, então onde ela está?” O segundo disse: “Ela está ao nosso redor. Estamos cercados por ela. Nós somos dela. É nela que vivemos. Sem ela, este mundo não poderia existir.” E o 1º falou: “Bem, não posso vê-la, então é lógico que ela não existe.” O 2º diz: “Às vezes, quando você está em silêncio, se você se concentrar e realmente ouvir, perceberá a presença dela, e pode ouvir sua voz amorosa, lá de cima.” Pensem nisso!