Três são presos por envolvimento em chacina no território quilombola na BA


Três são presos por envolvimento em chacina no território quilombola na BA

Por: Brumado Urgente

Duas mulheres e um homem foram presos por envolvimento na morte de seis homens, no território quilombola de Iúna, distrito de Lençóis, na Chapada Diamantina, na Bahia, na madrugada de segunda-feira (7). De acordo com a Polícia Civil, o crime foi motivado por disputa de tráfico de drogas na região. Dois homens também suspeitos de participar do crime foram identificados e são procurados pela polícia. Segundo a polícia, um dos mortos, Gildásio Bispo das Neves, conhecido como Leixão, de 51 anos, que controlava o tráfico na localidade de Iúna, era o principal alvo da ação criminosa. A polícia já havia descartado que o crime tivesse sido motivado por disputa de terras. Além de Leixão, foram executados: Adeilton Brito de Souza, o Boga, 22, Cosme do Rosário da Conceição, 49, Marcos Pereira da Silva, 31, Valdir Pereira Silva, 28, e um sexto homem ainda não identificado pela polícia. A Superintendência Regional do Incra na Bahia informou que o nome da sexta vítima é Amauri Pereira Silva. Foram presos Indira Luanda Ferreira Barbosa, de 44 anos, conhecida como “Indira Professora”, Ana Paula Gomes Santos, a “Ana Paula de Birau”, de 35, e Gilvan Santos de Jesus, de 26. Os três presos foram conduzidos à delegacia e autuados em flagrante por tráfico de drogas. Segundo a polícia, o traficante Leonardo da Silva Moraes, conhecido como “Leo Careca”, teria mandato matar Leixão por vender drogas para um rival dele, conhecido pelo apelido de Naninho, oriundo da região de Irecê. Leo Careca é procurado pela polícia.