Comunidade da Rua do Areião se mobiliza contra fechamento da única escola da localidade


Comunidade da Rua do Areião se mobiliza contra fechamento da única escola da localidade

Por: Redação Jornal da 88

A Escola Municipal da Rua do Areião já tem mais de 50 anos de funcionamento. Por lá, já passaram muitas gerações da comunidade. Por isso, os moradores da Rua do Areião estão unidos contra um possível fechamento do grupo escolar.

Os motivos são muitos, pois a localidade fica um pouco distante do centro de Livramento, o que precisaria de transporte escolar adequado por conta da idade dos alunos, alguns com apenas quatro anos de idade.

Atualmente, a escola tem cerca de 60 alunos matriculados e a mesma oferece formação até o quinto ano, a antiga 4ª série.

Outra razão fica por conta que nem sempre as escolas do centro têm vagas para alocar os pequenos estudantes, pois segundo apuração feita pela redação da Rádio 88 FM, o Rômulo Galvão, por exemplo, está com salas de aulas superlotadas, comprometendo assim, o aprendizado.

Além do mais, a Escola Municipal da Rua Areião tem um valor sentimental e simbólico para os moradores da comunidade. O vereador de Livramento e professor Josemar Miranda foi aluno da escola e lamenta que a mesma possa ser fechada. “É lastimável que a gente corre o risco de perder o único centro cultural da comunidade, sem contar no desperdício de dinheiro público, pois a escola recebeu uma reforma há pouco mais de dois anos que custou à Prefeitura Municipal algo em torno de 250 mil reais”, lamentou o vereador.

Para evitar que a unidade escolar encerre suas atividades, os pais e mães dos alunos, professores, funcionários, moradores da Rua do Areião já estão fazendo um abaixo-assinado e estão dispostos a protestarem em frente da sede prefeitura caso a escola seja fechada. 

E o caso da Escola da Rua do Areião não é o único em Livramento. No Nado, Barrinha e Lagoa da Jurema também há procedentes de escolas que podem ser fechadas, de acordo com informações que os próprios moradores das referidas comunidades enviaram para a nossa redação.